Notícias e Currículo

Será que é hora de começar a terapia?

Será que é hora de começar a terapia?

Muita gente convive com o sofrimento de um distúrbio psiquiátrico e demora em buscar ajuda. Agora, um teste criado na Universidade Harvard ajuda quem precisa do apoio de um especialista a não perder mais tempo.

O psicólogo americano Robert Epstein, da Universidade Harvard, desenvolveu o Epstein Mental Inventory (EMHI), teste validado cientificamente com 3.400 indivíduos.

 Nos Estados Unidos, uma em cada quatro pessoas apresenta distúrbios como depressão e ansiedade, e cerca de dois terços deles nunca são diagnosticados.

No Brasil é provável que essa proporção seja ainda maior.

Marque as alternativas que mais se aproximam de suas atitude ou sensações no dia a dia:

 

Sempre ajo impulsivamente, o que muitas vezes me causa problemas.

 

Há no mínimo duas semanas penso que não quero viver.

 

Nos últimos seis meses sentiu muito nervosismo e preocupação e não consegui controlar esses sentimentos.

 

Fico deprimido durante maior tempo do dia, todos os dias.

 

Ando extremamente ansioso a respeito de uma serie de eventos ou atividades.

 

Tenho medo ou me sinto desconfortável em ficar na presença de outras pessoas. Às vezes sinto que o mal estar chega a ser irracional e excessivo.

 

Há pelo menos seis meses, tenho a sensação de estar excessivamente cansado, irritado, tenso ou distraído.

 

Tenho pavor de ocasiões em que preciso interagir com outras pessoas.

 

Ao longo do ultimo ano meu humor altera e modifica sem nenhum motivo especifico.

 

Sinto pânico frente a algum objeto ou situação. Considero essa sensação exagerada ou irracional.

 

Meu humor se altera rapidamente do estado depressivo para o eufórico sem nenhuma razão aparente.

 

Certos lugares ou situações inevitáveis me dão uma sensação de que estou prestes a enfrenta um perigo muito grande.

 

Alguns de meus pensamentos e comportamentos se repetem sem parar e não consigo interrompê-los.

 

Nos últimos anos, apresentei sintomas de dor ou mal estar cujas causas não foram detectadas por nenhum exame ou avaliação medica.

 

Estou sempre revivendo medos e outras sensações relacionadas a um evento traumático que enfrentei.

 

Tenho convicção de que estou doente, embora mais de um médico tenha me assegurado que não tenho problemas de saúde sérios.

 

Faço ou penso coisas repetidamente para me acalmar ou para evitar que algo terrível aconteça.

 

Há pelo menos um ano, abuso de álcool ou outras drogas para esquecer os problemas ou sentir prazer.

 

Tenho pesadelos frequentes que, de alguma maneira, remetem a algo terrível que aconteceu comigo.

 

Às vezes, falo ou faço algo para aliviar uma espécie de sensação ruim despertada pela lembrança de algo que aconteceu no passado.

 

Ultimamente, alcançar o prazer sexual vem sendo uma tarefa difícil.

 

Sempre como muito e depois vomito ou uso laxantes para prevenir o ganho de peso.

 

Sou muito preocupado em manter a forma e, por causa disso, me alimento muito ou exagero nos exercícios físicos.

 

Vivo um relacionamento que, com frequência, me causa tristeza, frustação e ainda derruba minha autoestima.

 

Pelo menos há duas semanas não sinto prazer nas atividades que, antes, eram agradáveis.

 

 

RESULTADO: Se você não marcou nenhum item, sua saúde mental está, provavelmente, em ótimas condições. Caso tenha marcado apenas um item, você não precisa necessariamente de terapia, exceto se tiver duvidas ou preocupações a respeito de como se sente. Aí, claro, ela seria uma opção.

Mas acredite: se marcou duas afirmações ou mais, seria aconselhável a busca por uma terapia.

Referencia bibliográfica

Copyright, 2010, Dr. Robert Epstein – Revista Abril 2010, SAUDE! É vital.

01 / Abr / 2010
Copyright, 2010, Dr. Robert Epstein – Revista Abril 2010, SAUDE! É vital.

Comente essa publicação